EXPORTAÇÃO
- 28/12/2021 -
TEMPO DE LEITURA: 6 MIN.

Conheça as vantagens de exportar para o Mercosul

No conteúdo de hoje vamos apresentar os principais benefícios de exportar para o Mercosul, que é o bloco econômico que o Brasil faz parte. Confira!

Mas antes, que tal entendermos melhor o conceito de bloco econômico? Então vamos lá!

Um bloco econômico é um acordo realizado entre países de uma mesma região ou próximos, que tem como intuito integrar as suas economias. Isso acontece por meio da livre circulação de mercadorias e pessoas entre os países membros.

Cada trato possui suas próprias regras, mas normalmente eles possuem algumas em comum, como a redução das alíquotas de importação entre os envolvidos, redução da taxa alfandegária, facilitação da circulação dos seus cidadãos nestas regiões e possibilidade de negociação entre outros blocos.

Os blocos podem criar uma zona de livre comércio, por exemplo, que é quando os países decidem simplificar o comércio entre eles, eliminando tarifas e incentivando que cada um compre mais do outro. É importante destacar que o Brasil é um dos fundadores do bloco, que foi criado em 1991 no tratado de Assunção, assinado pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. 

Informações que você precisa saber sobre o Mercosul

O Mercosul, se somados os Produtos Internos Brutos (PIBs) de todos os países membros seria a quinta maior economia do mundo, com um PIB de aproximadamente 2,79 trilhões de dólares, conforme o Banco Mundial. O bloco é o principal receptor de Investimentos Estrangeiros Direto (IED) na região, resultando em 47,7% de todo o fluxo de IED direcionado a América do Sul, América Central, México, e Caribe somente no ano de 2016.

No Mercosul a integração dos países ocorre de forma aduaneira, popularmente conhecida como União Aduaneira. Ou seja, se refere a alfândega, e sempre que nos referimos a ela estamos falando sobre a circulação de bens e serviços entre os países. No caso do Mercosul, existe a livre circulação interna de bens entre os países membros e uma Tarifa Externa com países de fora do Mercosul (TEC), praticada pelos integrantes do bloco com aqueles que não pertencem a ele.

Mas o que isso quer dizer na prática? Calma, nós explicamos! Significa que quando um país de dentro do bloco negocia com outro de fora, há uma tarifa de importação padronizada. Essa taxa é igual para todos os países que fazem parte do grupo comercial e varia de acordo com o tipo de mercadoria. 

Insumos básicos, por exemplo, possuem alíquotas menores, já produtos com nível elevado de elaboração, vão ter alíquotas maiores. E por que é importante falarmos sobre isso? 

Bem, porque isso acaba tornando a importação de outros países para os do bloco mais caras, incentivando então o comércio entre os países do próprio bloco.

Benefícios de exportar para o Mercosul

Os blocos do Mercosul são ferramentas relevantes para a economia, e desde quando entrou no bloco o Brasil tem importado e exportado diversos produtos frequentemente. Afinal, como explicamos anteriormente, o acordo garante a circulação comercial de produtos livremente, eliminando processos burocráticos e taxas para a exportação, fazendo com que determinados produtos do Mercosul estejam entre os mais negociados entre os países do grupo.

Logo, pertencer a esse grupo proporciona diversos benefícios para quem deseja exportar, além dos que já mencionamos. Veja os principais:

Logística facilitada 

Isso mesmo! Como os países do bloco são próximos, exportar para o Mercosul torna os processos logísticos mais fáceis, gerando, inclusive, uma redução nos gastos nesse setor. 

Impostos

Além das vantagens geográficas, exportar para o Mercosul também se torna mais acessível pelo fato dos impostos serem menores ou, muitas vezes, praticamente nulos, sendo considerada uma transação vantajosa e atraente para as empresas envolvidas.

Financiamento

Sempre que uma empresa exporta para os países do Mercosul a possibilidade de conseguir linhas de crédito com taxas reduzidas ou maior prazo de pagamento são elevadas.

Utilização da moeda local

Ao exportar produtos para países que fazem parte do Mercosul, as comercializações podem ser pagas na moeda local e não apenas em dólar. 

Gostou de conhecer algumas vantagens de exportar para o Mercosul? A ShipSmart pode ajudar você nessa missão. Em nossa plataforma os demandantes podem simular fretes internacionais, entender as principais regras dos mercados globais, calcular taxas e impostos dos produtos nos países destinatários e, de fato, solicitar os envios através de seus dispositivos ou API’s plugadas em suas plataformas de forma simples, rápida e com um preço justo, sem se preocupar em levar o produto para algum lugar ou preencher uma série de documentos. A ShipSmart fica responsável por tudo! Clique aqui e saiba mais.